A perseguição continua: Twitter também cogita banir anúncios sobre Cryptomoedas

O Twitter poderá ser a próxima grande empresa de Internet a proibir anúncios relacionados à cryptomoedas, de acordo com relatórios que surgiram neste final de semana.

De acordo com a Sky News, o Twitter irá renovar a sua política de publicidade, de modo que anúncios relacionado a ICOs, token sales e crypto wallets já não serão permitidos. A decisão pode entrar em ação em cerca de 2 semanas.

À medida que os rumores se tornaram virais, o preço do Bitcoin continuou a cair. Na sexta-feira, o preço era de US$ 8.500. Ao longo do final de semana, chegou a bater US$ 7.500. Agora está cotado em US$8.223.

Se o Twitter proibir anúncios relacionados à cryptomoedas, a ação seguiria ao de seu concorrente de mídia social. Em janeiro, o Facebook anunciou que estava proibindo anúncios relacionados a cryptomoedas, incluindo ICOs.

O Google afirmou na semana passada que já não permitiria publicidade e conteúdo relacionado ao cryptomercado. A reação do Google é ainda mais impactante, por que atinge diretamente o mercado de ICO que está em seu momento mais aquecido. Prejuízos imensos serão seguidos a essa decisão.

A suspensão está programada para começar até junho e faz parte de uma ampla tentativa de barrar produtos financeiros de alto risco e não regulamentados.

Paranoia?

Com esses movimentos de companhias de internet tão proeminentes, não se pode deixar de pensar que as criptos estão sendo atacados. Ou, estas empresas simplesmente estão paranoicas  com o nascente mercado de cryptomoedas?

Talvez não.

O Google em seus relatórios de segurança, afirma que removeu cerca de 79 milhões de anúncios que atraíam usuários para sites infectados com malware.

A quantidade de malware que foi descoberta pode mitigar as impressões de que essas empresas estão sendo paranoicas ao enquadrar os anúncios. Uma das justificativas dada por essas empresas, é que diversos anúncios infectaram computadores e a partir dessas infecções cryptomoedas foram roubadas.

A EHB(Ethical Hackers Brothers)uma empresa de segurança da informação, descobriu que a infecção de servidores são os alvos favoritos entre os criminosos, porque eles oferecem a maior potência, ou para usar o termo adequado, a maior taxa de hash para  mineração.

 

O fato é que essas ações são orquestrações do governo americano que decidiu veladamente declarar guerra ao mercado de cryptomoedas. Google, Facebook e Twitter estão usando o biombo de argumento de segurança para assumir essa posição ditatorial.

As cryptomoedas, assim como a liberdade de expressão estão sendo violentamente atacadas.

                            Conheça nosso canal no Telegram

 

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]