Connect with us

Análise Gráfica

Decred (DCR): análise para próximo ciclo de alta desta criptomoeda

A criptomoeda DCR da Decred vem chamando a atenção ultimamente. Apesar do momento de correção com a queda das criptomoedas, fizemos uma análise sobre a tendência do token e previsões para o próximo ciclo de alta.

Como funciona o DCR?

DCR é o token nativo da blockchain Decred de código aberto, que foi fundado por entusiastas do mercado quando eles se depararam com um potencial problema no processo de mineração do bitcoin. 

A recompensa de mineração vai 100% para as carteiras dos mineradores, e isso tornaria o BTC centralizado com o tempo, segundo eles. Para resolver esse problema, a Decred implementou um sistema de mineração inovador.

Sua mineração adota um algoritmo híbrido entre PoS (Proof of Stake) e PoW (Proof of Work),  mas com uma divisão da recompensa por bloco diferente:

  • 60% das moedas vão para as carteiras dos mineradores
  • 30% para o sistema de recompensa de holders
  • 10% são destinados a uma carteira que tem o objetivo único de reinvestir os fundos no próprio projeto automaticamente, buscando fornecer meios para o autodesenvolvimento do token a longo prazo.

O DCR funciona como um token de governança, e permite que os holders votem em propostas e decidam sobre o futuro do projeto, além de torná-los elegíveis para receber recompensas. 

Essa mudança mostra a visão dos desenvolvedores do projeto e sua busca pela descentralização no longo prazo, e isso é muito importante quando se trata de um mercado com multimilionários envolvidos.

Vale ressaltar que a Decred está no mercado desde 2016, se provando resistente a medida que o tempo passa. Isso é um fator importantíssimo que gera uma segurança maior para quem está investindo. Mesmo com as grandes quedas passadas do BTC, o projeto não desapareceu, ao contrário de vários concorrentes da época.

Analisando o preço do DCR

O cenário das altcoins se encontra em correção sendo puxada pelo preço do BTC que vem caindo desde o dia 7 de setembro, além de sua dominância em crescente alta (linha laranja), que faz com que as altcoins sofram mais. 

Gráfico indicando queda no preço do DCR e alta na dominância do Bitcoin

Gráfico indicando queda no preço do DCR e alta na dominância do Bitcoin

Analisando o gráfico semanal, podemos notar uma desvalorização do token DCR, que já dura 4 semanas. Seu valor reduziu em aproximadamente 45%, caindo dos 190 USD para atuais 105 a 110 USD, como mostra no gráfico abaixo:

Gráfico indicando queda de 45% no gráfico semanal do DCR

Gráfico indicando queda de 45% no gráfico semanal do DCR

Como estamos falando de uma moeda que já está no mercado há muito tempo, a tendência é que sua correlação de preço com o Bitcoin seja alta, com movimentos bem parecidos desde 2018.

Isso é notado quando comparamos os movimentos de preços dos dois ativos: a linha laranja representa o BTC, e o gráfico em candles representa o token DCR. Repare que tanto os movimentos de alta quanto de baixa, são muito parecidos. 

Gráfico com preço do BTC em laranja e preço da DCR em candles, mostrando semelhança

Gráfico com preço do BTC em laranja e preço da DCR em candles, mostrando semelhança

Olhando para o passado conseguimos utilizar topos antigos para especular alguns pontos que podem servir de suporte no futuro, regiões onde o preço tende a batalhar um pouco mais antes de se mover novamente. Essas regiões são

  • 110 USD – topo da altcoin season em 2018, que gerou uma “bolha” no mercado secundário de cripto ativos – linha azul
  • 70 USD – região chave em que o preço explorou por diversas vezes, tanto para alta quanto para baixa, mostrando sinais fortes de negociação nesta região. – linha verde
  • 40 USD – o primeiro topo alcançado pela DCR após sua criação, funcionando como principal suporte psicológico para investidores.
Gráfico indicando principais pontos históricos de possíveis suportes do DCR

Gráfico indicando principais pontos históricos de possíveis suportes do DCR

Ao unir os fundos mais recentes, conseguimos traçar um suporte – linha rosa -, que pode vir a ser o final de um movimento de correção, como já ocorreu nos meses anteriores. 

O valor de 85 USD se tornou uma forte região de compra, de forma que quando o preço toca nessa área, ele é rapidamente rejeitado, deixando para trás um pavio, que pode ser entendido como uma “sombra de compra”.

Gráfico indicando região de suporte e os toques na zona dos 85 USD

Gráfico indicando região de suporte e os toques na zona dos 85 USD

Especulando um possível suporte majoritário nesta região, conseguimos traçar uma extensão de Fibonacci baseada em tendências para encontrarmos possíveis alvos futuros:

  • alvo 0,382 de Fibonacci, cotado em 167.13  USD
  • alvo 0,5 de Fibonacci, cotado em 192.50 USD
  • alvo 0,618 de Fibonacci, cotado em 217.87 USD
  • alvo 0,786 de Fibonacci, cotado em 253.99 USD
  • alvo 1.0 de Fibonacci, cotado em 300 USD
Gráfico com extensão de Fibonacci traçada, demarcando alvos especulativos do DCR

Gráfico com extensão de Fibonacci traçada, demarcando alvos especulativos do DCR

Mesmo com alvos tão esperançosos, devemos ter em mente que dependemos de uma nova alta do BTC para que as altcoins comecem sua subida junto a ele. Principalmente as que têm mais tempo no mercado. No momento atual, com a dominância do Bitcoin subindo, o mais “seguro” é se expor à maior moeda do mercado, e não às alternativas.

Continue Reading
You may also like...
Click to comment

More in Análise Gráfica

To Top