Connect with us

Análise Gráfica

O Bitcoin vai voltar a subir e ultrapassar a máxima histórica?

Depois da última disparada de preços engatilhada pelo rompimento de uma Linha de Tendência de Baixa (LTB) de médio prazo (linha verde), o Bitcoin encontrou o que parece ser o seu mais recente “topo” em R$270.000 e vem se sustentando entre os R$240.000 e os R$260.000.

Gráfico indicando rompimento de LTB e “topo” em R$270.000

Gráfico indicando rompimento de LTB e “topo” em R$270.000

Apesar de ser um “topo” considerado fraco e fácil de ser rompido, apontado por muitos como uma “barreira psicológica” (valor de 50.000 dólares), ele cria espaço para incertezas no que diz respeito ao curto prazo do Bitcoin.

Divergências encontradas no indicador de volume OBV e no indicador de força RSI – preço apontando para cima e indicador apontando para baixo – anteciparam um enfraquecimento no movimento de alta, sinalizando que o primeiro ponto de parada seria por volta dos R$270.000.  

Gráfico sinalizando divergência entre indicadores de preço, OBV e RSI

Gráfico sinalizando divergência entre indicadores de preço, OBV e RSI

Ao traçarmos um raio horizontal sobre o valor de R$270.000 identificamos uma região muito importante: a linha rosa no gráfico que atua hoje como resistência, foi o principal suporte para o preço atingir a ATH de R$380.000 no dia 14 de abril deste ano.

Gráfico com linha de resistência sinalizando a região que serviu de suporte

Gráfico com linha de resistência sinalizando a região que serviu de suporte

Analisando dados on-chain disponibilizados pela Glassnode, podemos identificar que recentemente houve um pequeno “pico” de realização de lucros, um dos possíveis fatores que desaceleraram a explosão de preços do Bitcoin.

Gráfico indicando um pequeno pico de realização de lucros

Gráfico indicando um pequeno pico de realização de lucros

Mesmo com essa breve pausa na escalada de preços, existem fatores que fazem com que o BTC se mantenha nesses patamares. 

Na última semana houve uma grande força vendedora no mercado de câmbio, refletindo até mesmo na quantidade de stablecoins depositadas em corretoras.

Isso se traduz em uma busca por exposição em ativos ao invés de optar por liquidez, mostrando um movimento claro do fluxo monetário e do “sentimento” dos investidores.

Mesmo com a cautela nos dias atuais devido aos impactos da variante delta e a possível retirada de estímulos do Federal Reserve, o mercado cripto segue extremamente bullish e estima-se que esteja passando apenas por um leve movimento de lateralização que poderia se transformar em um pullback.

Bitcoin: projeções e estimativas para os próximos dias

Analisando o movimento mais de perto para tentarmos visualizar o horizonte de curto prazo, usaremos o “topo” em R$270.000 para projetarmos os alvos.

Traçando uma retração de Fibonacci a partir do dia 21/07 até o dia 23/08, podemos ver que o preço ainda se sustenta acima do alvo 0.236 de correção, um ótimo sinal de força compradora atuante. 

Caso essa força compradora se dissipe, podemos ver o preço do Bitcoin recuar até os seguintes alvos:

      • alvo 0.236 de Fibonacci, cotado em R$243.332,00
      • alvo 0.5 de Fibonacci, cotado em R$213.500,00
      • alvo 0.618 de Fibonacci, cotado em R$200.166,00 (melhor alvo p/ entrada)
Retração de Fibonacci traçada com os alvos sublinhados

Retração de Fibonacci traçada com os alvos sublinhados

Se essa lateralização evoluir para um “pullback de ouro”, que é quando ele atinge o alvo 0.618 (R$200.166,00) de Fibonacci e continua subindo, podemos traçar alguns alvos para o Bitcoin, totalmente baseados em especulações para o médio/longo prazo com a Extensão de Fibonacci Baseada em Tendência:

      • alvo 0.5 de Fibonacci, cotado em R$256.666,00
      • alvo 0.618 de Fibonacci, cotado em R$270.000,00
      • alvo 0.786 de Fibonacci, cotado em R$288.984,00
      • alvo 1.0 de Fibonacci, cotado em R$313.166,00 (alvo final da projeção)
Extensão de Fibonacci traçada com os alvos sublinhados

Extensão de Fibonacci traçada com os alvos sublinhados

Caso essas projeções de curto prazo para o Bitcoin se mostrem inválidas, podemos tomar como base a projeção desde março/2020 até o topo em abril/2021, que nos revela um importante suporte (atualmente) na mesma faixa dos R$245.000 citado anteriormente. 

Se respeitado, podemos estipular alguns alvos baseados nessa projeção mais longa, que são:

      • alvo 0.382 de Fibonacci, cotado em R$297.325,18
      • alvo 0.5 de Fibonacci, cotado em R$339.745,00
      • alvo 0.618 de Fibonacci, cotado em R$382.164,00
      • alvo 1.0 de Fibonacci, cotado em R$519.490,00 (alvo final da projeção)
Extensão de Fibonacci de longo prazo com os alvos sublinhados

Extensão de Fibonacci de longo prazo com os alvos sublinhados

Como estamos no fim do mês de agosto, alguns dados ainda não foram divulgados, e isso pode influenciar diretamente o mercado cripto no curto prazo, mas sem receio de uma correção forte. 

Na quinta-feira, 02 de setembro, serão divulgados os números sobre emprego no setor privado dos EUA no mês de agosto. Seu crescimento ou atrofiamento é um fator fundamental para o cálculo da estimativa de inflação no médio prazo.

Mesmo que o mês de setembro seja historicamente ruim para o mercado cripto, os indicadores de longo prazo continuam apontando para cima, levando-nos a acreditar que a bullrun pós-halving ainda não chegou ao fim para o Bitcoin.

Continue Reading
You may also like...
Click to comment

More in Análise Gráfica

To Top