Peter Schiff: Mergulho de petróleo em território negativo não valida a narrativa de compra de Bitcoin

Peter Schiff, o CEO e CGS da Euro Pacific Capital, dia sim e outro também, não perde uma oportunidade para deitar falação contra o Bitcoin. Em seu último discurso, ele usou o evento surpreendente ocorrido ontem, sobre a queda dos preços dos contratos futuros dos barris de petróleo produzido nos EUA, negociados sob o índice WTI.

Ele acredita que os eventos ainda não validaram o Bitcoin como uma classe de ativo, mas que o risco negativo que ele representa é de “apenas” 100%.

No entanto, o que Schiff não discutiu em seu Tweet é o fato de que, apesar de ser um mercado fortemente regulamentado e com muita supervisão, os preços do petróleo se comportam da mesma forma que as criptomoedas emitidas nas campanhas de ICO, que perderam seu valor no estouro da bolha de 2018. O Bitcoin, por outro lado, está muito longe disso.

Quando Wall Street afundou em meados de março, o Bitcoin também sentiu o impacto e caiu para US$ 3.600 em um instante. No entanto, o preço já se recuperou e atualmente é negociado perto dos US$ 7.000. Ao contrário dos mercados legados, no entanto, o Bitcoin fez isso por conta própria. O mercado não possui supervisão regulatória, não há circuit breakers de emergência que permitam aos traders respirar fundo antes de continuar negociando. Não há governos injetando trilhões de dólares recém-impressos para serem injetados na economia e nos bancos em dificuldades apenas para salvá-los.

Claro, essa não é a primeira vez que Schiff dá uma estocada no Bitcoin. Algumas semanas atrás, ele fez outra previsão do dia do juízo final para o Bitcoin, alegando que ele simplesmente travaria. O que naturalmente não aconteceu.

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]