Quais as causas que disparam o rally do Bitcoin

O preço do Bitcoin subiu de US$ 7.600 para US$ 8.400 em um intervalo de minutos em 25 de outubro, quase imediatamente depois que o presidente chinês Xi Jinping disse que a China se concentraria no desenvolvimento de blockchain, segundo divulgado pela Reuters. Alguns investidores se empolgaram com o rara exposição positiva do governo da China sobre o desenvolvimento de blockchain, visto que o governo chinês não se posicionava publicamente até ontem sobre tudo relacionado à blockchain e por conseguinte às criptomoedas. A empolgação dos investidores reside na premissa básica: Não há como dissociar ambas as tecnologias, uma anda ao encontro da outra, conforme creem os entusiastas das criptomoedas. Portanto esse frenesi após a fala de Xi pode ter contribuído para o aumento do preço do Bitcoin.

“Devemos considerar a blockchain como um avanço importante para a inovação independente das principais tecnologias, esclarecer as principais direções, aumentar o investimento, focar em várias tecnologias principais e acelerar o desenvolvimento da inovação industrial e em blockchain.” – Xi Jinping.

 

Embora o termo “blockchain” usado pela China provavelmente se refira a um livro com permissão que seja estrutural e fundamentalmente diferente das criptomoedas descentralizadas como o Bitcoin, espera-se que a declaração do presidente Xi traga atenção significativa ao ecossistema da criptoeconomia. Como foi o que aconteceu ontem.

Atualmente, a China é considerada a principal catalisadora da mudança abrupta do Bitcoin, pois antes disso, a estrutura da tendência de curto prazo do bitcoin estava fortemente inclinada para uma tendência de baixa.

Um pequeno movimento ascendente acabou se transformando em um rali de US$ 1.000 a mais no preço base do Bitcoin, o que levou a uma cascata de liquidações de posições em short na BitMEX. De acordo com Datamish, mais de US$ 150 milhões em contratos de short na BitMEX foram liquidados, aumentando ainda mais o preço do Bitcoin em um curto espaço de tempo.

Contudo, há outras causas por trás desse rali, como sugere o analista-chefe e fundador da Fundstrat Research, Thomas Lee.

 

Para Thomas Lee o rali do Bitcoin coincide diretamente com o dia de distribuição de dividendos da S&P 500 e Lee sustenta que na visão macro a tendência do Bitcoin é de queda.

 

Para Lee, há um padrão de perda e recuperação do Bitcoin que sempre gira em torno de 25% de perda e somente 10 dias de ganhos a cada ano.

 

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]