Volumes de negócios de contratos de criptoativos da CME aumentaram no último mês

Os níveis de negócios para produtos de opções de Bitcoin da Chicago Mercantil Exchange (CME) atingiram níveis recordes na semana passada. No início deste ano, a CME lançou contratos de opções de Bitcoin pela primeira vez – complementando sua oferta de produtos futuros de Bitcoin lançada no final de 2017. Semelhante à sua oferta de produtos futuros, a atividade em seus contratos de opções de Bitcoin começou lentamente antes de retomar força nas últimas semanas.

imagem: CME

Esse cenário de pujança se contrasta com a queda apresentada em março, com o início das medidas restritivas e incertezas oriundas da pandemia de COVID-19. De acordo com artigo publicado aqui no Cointelegraph, em março a queda das operações de opções de Bitcoins da CME caíram 38% nas duas primeiras semanas de fevereiro, conforme análise de Marcel Pechmann. Em março a queda havia sido de 35%. Contudo é importante destacar que o volume de negócios em fevereiro foi da ordem de US$ 1.1 bilhão.

Com o recente aumento de interesse dos investidores pelas opções da CME o movimento de negócios alcançou a cifra de US$ 36.223,80 para contratos com fechamento para o próximo dia 20 de junho.

 

Imagem: Skew

O aumento dos negócios tem a ver com o impulso das instituições financeiras em relação aos negócios derivados do Bitcoin. Em uma pesquisa recente realizada pela Fidelity, a empresa de gerenciamento de investimentos descobriu que 36% das grandes instituições tinham alguma exposição a moedas digitais, sendo o Bitcoin o mais comumente detido.

Artigo originalmente publicado por esse autor no Cointelegraph.

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]