O papel dos especuladores no Bitcoin

Oferta e Demanda: O mecanismo de preços do mercado

É preciso ter em mente e compreender o gráfico acima, porque ele explica como são dados os preços no mercado. O preço é uma função da quantidade e como ela interage com a Oferta e Demanda. Quanto maior for o preço de 1kg de café, menos pessoas irão comprar café e talvez passarão a tomar mais chá ou algum outro substituto do café. Se o preço do café está alto, os produtores de café enxergam uma excelente oportunidade de lucro e passam a aumentar a sua produção de café, a oferta de café agora é maior, como há mais café no mercado, ele se torna menos escasso e o seu preço tenderá a diminuir até chegar no ponto de equilíbrio, onde que todo 1kg de café produzido é imediatamente consumido no mercado.

No entanto, o homem está sujeito a mais variáveis no mundo real, neste não há apenas preço e quantidade, há uma série de fatores e eventos que podem influenciar o preço de um bem, há a possibilidade de haver guerras, crises econômicas e políticas, desastres metereológicos, surgimento de novas tecnologias que podem substituir meios tecnológicos atuais e muitos outros eventos que estão longe do alcance de uma pessoa comum. Compradores e vendedores tentam através do mercado, adivinhar qual será o preço correto no futuro observando os sinais que são transmitidos através do sistema econômico, portanto, o mercado tende ao equilíbrio sem jamais alcançá-lo de fato, uma situação que chamamos de Cataláxia.

Especuladores e a função da especulação

O especulador é um apostador movido por interesses pessoais e egoístas, o seu lema é comprar na baixa e vender na alta, ou seja, ele apenas visa o lucro apostando em eventos futuros que irão afetar o preço de um bem ou ativo. Ele compra hoje esperando que o preço suba no futuro para que ele venda depois, realizando apenas o lucro. Olhando por este lado, parece que o especulador pouco contribui para a sociedade. A verdade é que ele tem um papel indispensável na alocação de recursos, como será explicado ao longo deste artigo.

E qual é o propósito de tentar advinhar preços futuros? A batalha entre compradores e vendedores tem a principal função de alocar recursos escassos por natureza. Por exemplo, se um apostador acredita que haverá uma sazonalidade na produção de milho e compra contratos futuros acreditando na alta. O preço do milho no mercado irá subir de $10 para $15, mas os vendedores que já obtiveram lucro irão vendê-lo, então uma força vendedora puxa o preço para $13 ao invés de $15. Vamos supor ainda, que houve um grande problema na produção de milho, o que fez com que ele se tornasse escasso no mercado e disparando o seu preço para $20. A especulação fez com que o aumento de preço se tornasse mais suave, de $13 para $20 ao invés de $10 para $20.

Graças ao comprador que apostou na alta do preço do milho, agora há mais milho no futuro. O especulador é movido apenas pelo lucro, desta forma, o comprador do passado agora se torna vendedor e passa a vender milho no mercado para realizar o seu lucro, como há uma força vendedora, os preços irão diminuir de $20 para $17. Na verdade, a especulação fez o preço do milho variar apenas de $10 para $17, o que seria diferente se as pessoas simplesmente consumissem milho sem pensar no amanhã, sem especulação o aumento do preço do milho seria muito maior e certamente mais pessoas ficariam sem milho no futuro, desta forma, a especulação acabou por alocar recursos no mercado.

Segundo Adam Smith: “Em geral, ele (o especulador) não pretende promover o interesse público, nem sabe o quanto o está promovendo. O que ele pretende é apenas a sua própria segurança, seu próprio ganho. É levado, como que por uma mão invisível, a promover um fim que não fazia parte de sua intenção. Ao perseguir seu próprio interesse, não raro promove o interesse da sociedade de forma mais eficaz do que quando realmente tem a intenção de promovê-lo.”. O especulador bem-sucedido, portanto, agindo em seu próprio interesse egoísta, não sabendo nem se importando com o bem público, promove-o.

E se os especuladores errarem?

Nenhum ser humano é capaz de prever o futuro corretamente e acertar todas as suas previsões, afinal de contas, o homem não é perfeito e sempre será refém de seus erros e suas limitações metafísicas. Se o especulador estiver errado, ele será responsável por um grande dano. Mas há forças poderosas em ação que tendem a eliminar os especuladores incompetentes. O especulador que faz conjecturas erradas sofre prejuízos financeiros graves. Comprar na alta e vender na baixa pode desorientar a economia, mas certamente é devastador para os recursos financeiros do especulador.

Se o especulador erra com mais frequência do que acerta, uma hora ele perderá todo o seu capital. Assim, ele não irá permanecer tanto tempo no mercado se continuar errando sempre em suas previsões. O mercado irá substituir os especuladores ruins por especuladores bons em suas previsões ao longo do tempo, fazendo com que apenas os melhores agentes fiquem no mercado e interpretem os sinais com mais precisão, transmitindo o preço correto para o mercado. Assim, a qualquer dado tempo, é provável que os especuladores existentes sejam de fato muito eficientes , portanto, benéficos para a economia.

Além disso, a intervenção governamental no mercado faz com que sejam transmitidos sinais errados sobre o mercado. Suponha que o Governo Brasileiro baixe a taxa de juros para a aquisição de imóveis e ofereça crédito para que maus pagadores possam comprar imóveis. Muitas pessoas passarão a comprar mais casas apostando na alta, o preço dos imóveis brasileiros irá disparar, maus pagadores irão se endividar para adquirir imóveis para vendê-los mais tarde a um preço mais elevado. O setor de construção civil é impulsionado e muitos empregos serão criados para suprir aquela demanda artificial.

No entanto, quando o preço dispara, haverá aqueles que lucraram e irão correr ao mercado para retirar seu lucro, fazendo com que o preço dos imóveis caia, os investidorers entram em pânico e começam a despejar imóveis no mercado, que graças ao aumento na oferta, estão cada vez mais baratos. Chega um momento em que o governo não consegue mais manter os juros baixos artificialmente, e aqueles que estão endividados se mostram incapazes de pagar seus débitos, os bancos passam a sofrer calote e ficar com um passivo gigantesco, muitos bancos acabam declarando insolvência, e o mercado financeiro entra em colapso.

Para quem não sabe, o exemplo ilustrado acima aconteceu no ano de 2008, um evento que ficou conhecido como a crise do subprime (saiba mais aqui). O governo, talvez dotado de boas intenções, passou a inteferir diretamente no mercado de imóveis e induziu muitos especuladores ao erro, resultando em uma das maiores crises mundiais de todos os tempos. No entanto, no auge da crise mundial, Satoshi Nakamoto divulga o Whitepaper de um Sistema de Dinheiro Eletrônico Ponto-a-Ponto, conhecido também como Bitcoin.

Especuladores oferecem liquidez e estancam a sangria

Observe o gráfico acima, é um Market Depht Chart, traduzindo chama-se Gráfico de Profundidade de Mercado. Ele diz o quanto os compradores e vendedores estão dispostos a negociar de acordo com o preço. Pelo gráfico pode-se observar que há uma grande força compradora caso o Bitcoin chegue ao preço de $9680 e também há uma força vendedora, em menor escala, caso o Bitcoin chegue a $1040. Este gráfico ajuda a explicar o papel dos especuladores nos preços da criptomoeda.

O Bitcoin é uma moeda que tem a confiança de muitas pessoas que seguram as suas moedas e aproveitam a baixa para comprar mais, estes são conhecidos como os Holders, que estão sempre esperando uma baixa para comprar mais Bitcoins, aumentando a sua acumulação. Os Holders são também um tipo de especulador, os especuladores bearish, que esperam a baixa do mercado. Eles são corajosos o suficiente para comprar Bitcoin na baixa esperando que o seu preço suba, por comprarem na baixa, aproveitam a liquidação, já que os Bitcoins ficaram bem mais baratos os holders ajudam a parar a sangria e oferecem liquidez ao mercado, desta forma, os vendedores conseguem se desfazer de seus ativos facilmente, pois sempre haverá pessoas dispostas a comprar.

Correções após uma grande alta são importantes para que o mercado respire novamente e retorne à sua racionalidade, é importante para o investidor compreender que um ativo jamais subirá de preço linearmente, pois muitos investidores irão vender grande parte de seus ativos para realizar o lucro, além disso, haverá aqueles que irão se aproveitar da irracionalidade vigente na alta para fazer a prática de FUD (fear, uncertainty and doubt), provocando uma queda propositada no preço. As correções servem para evitar a formação de bolhas e funcionam como o freio para um prejuízo muito maior. É verdade que especuladores podem obter ganhos de curto prazo ao participar de um boom insustentável, mas também é verdade que, se eles não saírem a tempo, o mercado irá puni-los com enormes prejuízos. E suas perdas, vale ressaltar, serão proporcionais ao quão “artificial” era o preço da ação durante a bolha.

Conclusão

O propósito deste artigo é fazer com que as pessoas entendam o papel de especulador, ajudando a desmitificar a imagem criada dele, que é a imagem do parasita e do inútil que serve apenas para causar crises e destruir sistemas econômicos. A verdade é que o especulador é importantíssimo para a economia, pois ele acaba fornecendo liquidez, ajuda a diminuir a volatidade de preços e aloca recursos no mercado de forma eficiente, tudo isso em função de um objetivo egoísta desprezado e demonizado por muitas pessoas, que é o lucro.

Além disso, foi explicado como a especulação ajuda a conter a sangria e oferecer liquidez a um ativo como Bitcoin, pois sempre haverá quem aposta na baixa para acumular mais Bitcoin no presente, que são indivíduos conhecidos como holders, portanto, é importante que sempre tenha alguém disposto a comprar, desta forma as pessoas podem liquidar seus ativos sempre que estiverem dispostas.

Referências:

1. Smith, Adam.  A Riqueza das Nações, Random House, 1973 (paráfrase), p.243. (N.A.).

2. Block, Walter. Defendendo o Indefensável, Mises Institute, Capítulo VI – NEGÓCIOS E COMÉRCIO – 3.O especulador .

3. Murphy, Robert. Artigo Mises Brasil, https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=801

4. Murray N. Rothbard, “A Socialist Stock Market?” em Making Economic Sense (Auburn, AL: Ludwig von Mises Institute, 1995), p. 356.

 

 

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]