Taxa de Hash Bitcoin duplica em três meses, minerar se torna mais caro do que comprar um BTC

O hashpower do Bitcoin vem dobrando desde maio, apesar de uma queda de 66% no preço (US$ 19,5 mil para US$ 6,5 mil) é muito impressionante.

A Dificuldade é baseada em hashrate, por isso não está mais fácil minerar e nem mais barato, enquanto o seu preço está mais baixo. No entanto, mesmo com lucros menores, mais hashrate está sendo colocado na rede Bitcoin

Atualmente o poder do hash do Bitcoin é de 57 exames por segundo, ou energia necessária para confirmar transações. Ao custo de mais de US$ 4.000 por BTC em termos de custo médio de eletricidade.

Abaixo segue figura que retrata o lucro médio de mineração em queda, no entanto, excluindo as despesas individuais e o desgaste de máquinas, que podem elevar os custos em até US$ 7.000 por moeda para sustentar um empreendimento de mineração lucrativo. O caso é tão grave que empresas como Hashflare, uma tradicional mineradora em cloud, fechou os contratos de mineração em SHA-256 em julho por não serem mais lucrativos. Mas ainda permanece operando contratos lucrativos para mineração de Zcash.

Apesar dos custos astronômicos, o Bitcoin continua a ser a moeda mais valorizada, conforme o volume diário negociado, e não perdeu o favor entre os entusiastas da indústria. O Bitcoin estabeleceu um predomínio de 56%, com volumes de negociação diários, excedendo o limite total de mercado de mais de 90% de todas as altcoins.

 

 

Embora o Bitcoin possa parecer um investimento ruim para alguns, com base em seus crescentes custos de mineração, vários relatórios sugerem que o ativo digital é o primeiro investimento em criptografia para uma grande parte da população.

O infame congestionamento de dezembro de 2017, que viu as taxas de transação atingirem mais de US$ 100, provavelmente não afetará o mercado até o próximo rally. A muito aguardada Lightning Network, no entanto, pode ser a solução para este problema, como já reportamos aqui nesse portal.

Nós já reportamos aqui nesse portal questões relacionadas a preço vs hash rate e sua correlação. Leia aqui.

Conglomerados Chineses Dominam a Mineração do Bitcoin

De acordo com dados disponíveis publicamente, 81% do poder de hashing do Bitcoin vem de territórios chineses, onde a eletricidade é relativamente mais barata que as médias globais e a adoção de tecnologia é significativamente maior.

Com todos os custos acima mencionados, a pesquisa da Fundstrat fixa os custos de mineração por moeda em US$7.300, um valor substancialmente maior do que o preço atual da Bitcoin de US$ 6.268. E enquanto US$4.300 deste valor é variável, os custos indiretos permanecem constantes e devem ser pagos independentemente da mineração. O custo médio de eletricidade de US$ 0,06/kWh.

 

Curiosamente, o poder hashing não está parado ou diminuindo – está aumentando. No momento em que este artigo foi escrito, a mineração de Bitcoin está na ordem de 57 Exahashes, ou 57.000.000.000.000.000.000 hashes por segundo.

Os preços mais baixos do Bitcoin são mais lucrativos para os novos entrantes ou compradores assíduos.

Participem do Airdrop de Zilliqa promovido pela Huobi. Saiba mais aqui, numa promoção exclusiva desse portal. Mas só vai até amanhã! Não percam tempo.

 

                           Negocie Bitcoins com a melhor plataforma do Brasil – Brasil Bitcoin. 
%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]