Alguns casos de uso do Blockchain: IOTA e Stellar são as tecnologias dominantes

Quando se fala em Bitcoin, imediatamente a reboque vem o conceito base de sua rede: o Blockchain. Quando se fala em adoção das tecnologias relacionadas com o Bitcoin, o Blockchain é que mais aparece nas manchetes e no interesse das grandes empresas e dos bancos.

Contudo, no momento, o Blockchain está em sua fase inicial – pense na internet em 1996. É inacessível para a maioria das pessoas não-técnicas, exceto através do Bitcoin e através de aplicativos e jogos como o CryptoKitties. Então esta é a hora perfeita para aprender. Você tem tempo para se atualizar sobre o Blockchain antes que ele represente uma ameaça ao seu negócio. E quando a tecnologia amadurecer, você estará preparado para capitalizá-la.

Uma vez que você se aprofunda neste tópico, você descobrirá que o blockchain irá alimentar muito mais do que o mercado de cryptomoedas. Uma vez que a tecnologia e a infraestrutura evoluíram, acabará por dar origem a uma série de aplicações que se tornarão muito úteis.

Primeiro, o conceito básico sobre blockchain:

Blockchain é um ledger distribuído e descentralizado baseado em “blocos”, cada um dos quais é um registro de uma transação. Vários blocos são amarrados juntos para formar um “blockchain”. As informações sobre o blockchain são criptografadas – elas permanecem anônimas e seguras. Os indivíduos mantêm a propriedade de suas informações pessoais e também podem ser autenticados sem abrir mão dessa privacidade.

Aqui estão três maneiras que o Blockchain acabará por transformar o seu negócio.

1. pagamentos

Os pagamentos contínuos também se estendem à capacidade de pagar prestadores de serviços, funcionários e fornecedores em qualquer moeda. Os pagamentos vão diretamente para as carteiras digitais dos receptores, eliminando a necessidade de administração e permitindo que pessoas e empresas sejam pagas mais rapidamente. Como o pagamento pode ser enviado em qualquer moeda, isso permite o acesso a serviços e funcionários em qualquer parte do mundo.

Para ter um gostinho, confira a Bitwage, uma empresa de processamento de pagamentos internacionais, ou PayStand, que permite às empresas rastrear faturas e pagamentos.

2. Mercados descentralizados

Pequenos e grandes comerciantes já têm lugares para vender seus produtos e serviços – basta olhar para a Amazon.

Mas há desvantagens nesses mercados para as empresas. Como eles agem como um intermediário confiável, eles estão no meio de todas as transações. Isso leva a altos custos para o privilégio de estar lá e o atraso do tempo para as empresas obterem seu dinheiro.

Por fim, a tecnologia blockchain permitirá que os marketplaces permitam que as empresas listem seus produtos e serviços com uma pequena taxa ou nenhuma. Um bom exemplo é o projeto Tanglefy, baseado no Tangle que é a evolução do Blockchain da rede IOTA. Um projeto que merece nossa atenção. O Tanglefy permite que os comerciantes coloquem seus produtos e serviços nesse mercado. Ele lida com postagem e listagem, filtragem de pesquisa, pagamentos e “gerenciamento de reputação”, o que significa que você pode confiar na rede para executar suas transações. Em breve publicaremos um review sobre esse projeto.

3. Encontrar talentos remotos e baseados em projetos

Quantas vezes você identificou um projeto específico que precisa ser feito, mas nenhum de seus funcionários possuía habilidades ou mesmo você não tinha largura de banda para executar esse projeto? É aí que você precisa encontrar alguém que possa contratar para um projeto específico com um prazo específico. A  gig economy tem transformado a maneira como as empresas e os trabalhadores se relacionam com o trabalho. O Blockchain pode ajudar as empresas a encontrarem trabalhadores temporários para projetos específicos e permite que os funcionários das empresas se apresentem às oportunidades de forma integrada.

Uma empresa que está criando um mercado para isso usando Blockchain é o Dock. O Dock é um protocolo de troca de dados descentralizado que permite que as pessoas conectem seus perfis, reputações e experiências em toda a web com privacidade e segurança. Isso permite que os freelancers estejam no controle de suas informações e se inscrevam facilmente em oportunidades quando os veem em mercados de trabalho ou através de RH.

Há grandes player entrando de cabeça nesse mercado, como já anunciamos aqui em primeira sobre a iniciativa da Samsung, com seu projeto Nexledger. E a IBM com sua associação ao projeto Stellar, para uso do seu blockchain em projetos ligados à cadeias de suprimentos, finanças e agronegócios. Leia mais sobre aqui. Leia mais sobre o uso do Blockchain no agronegócio aqui.

Apenas algumas semanas atrás, a IBM anunciou um investimento de US$ 5,5 milhões para construir o primeiro centro de soluções blockchain em São Paulo, somando-se aos centros de blockchain da IBM localizados na Inglaterra, nos EUA, Canadá, Japão e Alemanha.

Esse é um mercado que a IDC diz que crescerá mais de 125% nos próximos três anos e que hoje movimenta cerca de US$400 milhões e que alcançará a cifra da ordem de US$2 bilhões em 2021.

 

A IBM está trabalhando em mais de 400 projetos de blockchain em todo o mundo.

Contudo, deve destacar que a escolha pelo blockchain não significa que a IBM esteja contra as cryptomoedas. Enxergamos sua postura em relação aos tokens XLM da Stellar, positiva. A tecnologia de blockchain adotada pela IBM está baseada na da Stellar. Vários projetos estão sendo turbinados via blockchain da Stellar, como já anunciamos aqui nesse portal.

 

Siga-nos no Telegram   no WhatsApp   no Twitter

 

 

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]