Os apagões na Venezuela e as negociações de Bitcoin

Não é de hoje que todos sabem que a Venezuela está passando por um período extremamente turbulento na sua política e que boa parte da sua população com acesso à internet e à mineração estão usando o Bitcoin e o Dash como suas principais fontes de renda. Visto que a eletricidade no país sempre foi subsidiada pelo governo.

A Venezuela possui o maior volume de transações de bitcoin na América latina. Algo formidável que já analisamos várias vezes aqui nesse portal. Leia mais aqui.

O país já representa o quarto maior volume mundial na plataforma: em um único dia foram negociados 2.487 bitcoins, algo em torno de U$S 9.801.769.

Como já reportamos aqui em primeira mão nesse portal. Um estudo inédito sobre a Venezuela e as cryptomoedas.

De fato, em relação ao mercado de cripto, hoje em torno de US$ 132 bilhões, o movimento é inexpressivo. Agora considere os números locais nos últimos 3 anos, comparativamente com o Brasil:

venezuela criptomoedas

Contudo, os seguidos apagões que assolaram a Venezuela nos últimos dias, teve um impacto considerável nas transações realizadas na Localbitcoins, a principal plataforma utilizada pelos venezuelanos. Leia mais sobre a Venezuela e a Localbitcoins aqui.

Uma queda expressiva nos dias 08 e 09 de março, como pode-se ver no gráfico.

A vida anda ruim na aldeia.

Invista em Bitcoin na melhor corretora do Brasil: Bitcointrade

Siga-nos no Telegram   no Instagram  no Twitter

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]