Número de baleias concentrando estoque de BTC aumentou

De acordo com informações do popular recurso de monitoramento de criptomoedas, Glassnode Insights, parceiros do Cryptowatch, as baleias que concentram grandes quantidades de Bitcoin estão aproveitando a oportunidade para acumular mais. O número de entidades com pelo menos 1.000 BTC está no auge depois de dois anos – aproximadamente 1.840 desses endereços.

Bitcoin Whales / Bitcoin Price. Source: insights.glassnode.com

Curiosamente, algo semelhante ocorreu antes do halving do Bitcoin de 2016. Como se pode ver no gráfico acima, esse ano começou com aproximadamente 1.700 baleias BTC. Durante os meses que levaram ao halving, atingiu-se cerca de 2.000 baleias.

Também é importante notar que, após a conclusão do halving, o número de baleias começou a diminuir gradualmente.

O relatório concluiu que esse período específico – antes do halving – é “um bom momento para acumular BTC”. Isso é válido ainda hoje, apesar do “ambiente de mercado incerto” causado pelo surto de COVID-19.

Esses dados, no entanto, levantam a questão de saber se as baleias estejam contando com desempenhos passados e esperam outro aumento de preços. Após o último halving, o Bitcoin disparou no ano seguinte e chegou a US$ 20.000 no final de dezembro de 2017. Curiosamente, isso coincidiu com a redução mais significativa das baleias – mencionada no relatório como o período de “capitulação”.

E isso leva à pergunta mais dolorosa do momento – o que acontecerá depois do halving? As baleias venderão suas porções significativas novamente? Nesse caso, isso poderia forçar outro despejo de preços? Nada está descartado, inclusive há temor de uma debandada de mineradores médios, diminuindo a segurança e por conseguinte o hashrate do Bitcoin.

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]