Hashrate segue queda de preço e pode ser um dos motivos por uma cotação tão baixa

Os mercados de criptomoeda perderam muito dinheiro nas últimas duas semanas, mais de US$ 90 bilhões foram apagados do marketcap desde a primeira semana de março. No momento, o BTC está logo abaixo da zona dos US$ 5 mil, enquanto o Bitcoin Cash (BCH) está sendo negociado por US$ 163 por moeda. Esses preços pressionaram intensamente os mineradores a fazer hash nessas duas redes e, atualmente, as duas redes perderam um bom pedaço de hashrate.

Desde 12 de março de 2020, a taxa de câmbio do BTC caiu cerca de 20%. O hashrate do BCH caiu de 3,5 para 3,8 EH / s depois de atingir uma alta de 5 EH / s em 20 de fevereiro de 2020.

Por exemplo, de acordo com a Coin.dance, o hashrate da rede Bitcoin Cash chegou muito perto de tocar 5 EH / s durante a terceira semana de fevereiro, mas em 16 de março esteve entre 3,5 e 3,8 EH / s. Da mesma forma, até 11 de março, o hashrate do BTC era de cerca de 120 EH / s, mas após a derrocada do mercado na quinta-feira e a queda no domingo, o hashrate do BTC era de apenas 97 EH / s. As porcentagens de preço semanal dos ativos digitais caíram entre 33% (BCH) e 34% (BTC). Os preços atuais podem estar baixos demais para certas operações de mineração, o que fez com que um pequeno êxodo de mineradores deixasse a rede.

O hashrate do BTC perdeu 20% dos 120 exahash por segundo (EH / s) para 97 EH / s na segunda-feira, 16 de março de 2020.

A operação de mineração da F2Pool comentou em seu Twitter que observou o hashrate do BTC “quase encolher” quando os preços caíram para US$ 3.600 em 12 de março.

“No entanto, vimos no final de semana a mudança de dificuldade estimada está tendendo para baixo”, twittou a F2Pool.

“Isso significa que alguns mineradores estão desligando suas máquinas. Como sempre na mineração, é a sobrevivência do mais apto: novas máquinas. Eletricidade barata. Aluguel baixo.” – F2Pool.

O hashrate da rede caiu de um pico de ~ 124 EH / s para ~ 102 EH / s, enquanto o preço do bitcoin caiu de US$ 9.000 para US$ 4.800. Sempre há um intervalo de tempo para que o hashrate diminua devido a contratos de hospedagem e o tempo necessário para que os operadores desliguem um grande número de máquinas.

Os preços do BTC em 16 de março estão dificultando que os mineradores de bitcoin obtenham lucro, dependendo do que pagam pelas tarifas de eletricidade. Por exemplo, as mineradoras que pagam US$ 0,07 por quilowatt-hora (kWh) com as principais máquinas de hoje com 40-100 terahash por segundo (TH / s) ainda estão lucrando. 86 TH / s podem ganhar cerca de US$ 1,54 por dia, enquanto 44 TH / s podem ganhar cerca de US$ 0,27 por dia.

Mineradoras SHA256 com um custo elétrico de aproximadamente US $ 0,07 por kWh – imagem: bitcoinnews

No entanto, se alguém aumentasse o custo elétrico para US$ 0,12 por kWh, uma máquina com mais de 100TH / s ainda poderia perder US$ 0,17 por dia nas taxas de câmbio atuais. Além disso, ambas as redes estão enfrentando cortes de subsídios de bloco, pois cada protocolo reduz pela metade a cada 210.000 blocos. As recompensas da base de moedas dos mineradores BTC e BCH diminuirão de 12,5 para 6,25 moedas em menos de dois meses. O halving do BTC está programada para ocorrer em 12 de maio ou por volta de 56 dias a partir de agora. O BCH reduzirá pela metade mais cedo, por volta de 8 de abril ou por volta de 22 dias.

Mineradoras SHA256 com um custo elétrico de aproximadamente US $ 0,12 por kWh – image: bitcoinsnews

Os Bitcoiners ainda estão positivos quanto ao halving e vários apoiadores do BTC acreditam que isso fará o preço subir.

O grande desconforto do mercado é que acabamos de sair de um longo mercado em bear, desde 2017 e quando estávamos prestes a sair dele, entramos em outro enquanto os mercados tradicionais sangram – o halving é única esperança por enquanto.

fonte: bitcoinnews

 

 

 

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]