Hashrate bate números recordes

De acordo com dados compilados pelo serviço de monitoramento e carteira da Blockchain.com, a rede do Bitcoin alcançou 94 quintilhões de hashes por segundo em 8 de setembro, aproximando-se mais do marco de 100 quintilhões. Embora a taxa de hash do BTC já tenha atingido um novo recorde, a marca de 100 quintilhões daria uma demonstração de crescimento contínuo sobre a adoção da rede.

Historicamente, a taxa de hash tem sido usada como uma medida sobre o poder de computação da rede de uma criptomoeda. Para projetos baseados em blockchain como o Bitcoin, um hashrate mais alto significa que a rede é mais segura, aumentando ainda mais a confiança dos investidores no produto.

Ele também fornece uma imagem da quantidade de ‘trabalho’ que está sendo contribuído para a rede do Bitcoin, o que cria mais concorrência entre os mineradores e mostra que eles estão apostando na criptomoeda, pois a mineração consome muitos recursos e tem custos de energia escaláveis.

O aumento do poder de hash pode indicar confiança no mercado, mas também cria custos operacionais mais altos para as mineradoras que obtêm recompensas em bloco. A teoria predominante foi a de que o aumento da concorrência pelo Bitcoin gera valor inerentemente, pois as mineradoras são forçadas a vender a um preço mais alto para cobrir os custos. Leia mais sobre hashrate aqui.

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]