Forte correlação entre Bitcoin e mercados de capitais

Bitcoin cai para US$ 7.700, motivado pela queda do óleo em 34%. Como negar a correlação entre o Bitcoin e os mercados de capitais? Ainda haja quem o faça.

Os últimos sete dias foram insanos para o Bitcoin. Enquanto o colapso global continuou, o Bitcoin e outras criptomoedas venceram algumas batalhas: Índia, Coreia do Sul, França e Alemanha suavizaram sua opinião legal sobre Bitcoin e criptomoedas. Sete dias e reconhecimento por quatro nações. Essas notícias são um passo positivo para a adoção dos criptoativos como instrumentos financeiros legais. Falamos sobre os aspectos socioeconômicos das criptomoedas no nosso livro sobre Criptoeconomia. Conheça nosso livro aqui.

No entanto, enquanto todos esperavam uma alta de preços, o preço mudou completamente. No final de semana, o Bitcoin perdeu 8% de seu preço em algumas horas. O que causou a queda do preço? Foi venda no varejo, movimento de baleias ou o Coronavírus?

O fato é que quase todo o volume de Bitcoins existente está estocado em carteiras de baleias e exchanges, 79.96% para ser exato. Segundo dados da LunarCrush.

 

Devido à guerra de preços iniciada pela Opep e pela Rússia, pela produção de petróleo, todos os mercados amanheceram em queda e pânico. As bolsas asiáticas que abriram mais cedo, já davam os sinais do tsunami que acometeria o mercado hoje. Na mesma onda, o Bitcoin levou todo o mercado de criptoativos consigo. A perda de volume e marketcap foi a mais sentida. No instante dessa redação, o Bitcoin apresenta um marketcap de US$ 140 bilhões.

 

A queda do Bitcoin, acompanhou a queda preço do óleo cru, de forma 100% correlata. Mas nem tudo é má notícia, o Bitcoin segue mais valorizado que o dólar.

 

Analisando a correlação do Bitcoin e mercados de capitais, vemos um crescente nessa correlação, conforme os investidores passaram a considerar os criptoativos boas opções de especulação. Algo que foi ganhando força nos últimos 3 anos.

Imagem: Cryptowatch

A grande vedete do dia é o ouro, que segue valorizado sobre todos os ativos, com contratos sendo fechados com valorização de 5.60%. 

 

Para críticos, como Peter Schiff, que é um dos maiores investidores de ouro do mundo, o momento é ideal para questionar o argumento de que o Bitcoin é uma reserva de valor perfeita. Visto que este perdeu mercado no mesmo dia que todo o mercado tradicional e somente o ouro se manteve de pé.

 

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]