TRON ameaça os planos da EOS – hora de vender ou holdar?

A fantástica subida de preço da mais jovem dos top 10 das cryptomoedas por capitalização de mercado, – a EOS -, com o lançamento da sua mainnet, em 2 de Junho, os investidores estão apostando alto, com a esperança de um novo blockchain rivalizando com o da Ethereum. Contudo, o que se vê por aí, nos diversos sites de notícias, alguns até duvidosos, sobre a excessiva valorização da EOS, nos remete às vendas descobertas de ativos que se prometem hiper valorizados hoje, para não valer nada amanhã. Há muita desinformação e excesso de confiança nos cryptomercados. Se você entrou na ciranda do EOS enquanto valia alguns satoshis, certamente, você está do lado de quem tem algum lucro para ostentar entre seus amigos traders, que investiram na Litecoin e até hoje não tiveram um outro pump para chamar de seu. Se você, está de fora e pretende entrar, recomendamos cautela.

A EOS (que não significa nada e cujos fundadores encorajam outros a criar o significado por trás da abreviação) de fato encontrou elementos-chave de seu roadmap no primeiro trimestre de 2018. Com os testes bem-sucedidos do Dawn 1.0 – 3.0, os desenvolvedores por trás da tecnologia estão procurando capitalizar essa boa fase com o lançamento do EOSIO 1.0, criando um blockchain exclusivo para desenvolvedores, dapps e transações escalonáveis ​​necessárias para dominar o espaço. E enquanto as salas de bate-papo ou os grupos no Facebook ou os subreddit estão preenchidas com as vozes de nerds excessivamente entusiasmados acreditando que encontraram a pedra filosofal das cryptomoedas, você tem o direito de permanecer cético quanto ao futuro da EOS.

Apesar das palavras dos entusiastas da EOS que insistem em sua capacidade não comprovada de escalar sob demanda (em algum momento no futuro é o que os desenvolvedores sutilmente afirmam), a equipe da EOS planeja lançar o EOSIO 1.0 com a capacidade de lidar com mil transações por segundo (segundo eles). E enquanto isso por si só deveria ser considerado uma realização fantástica no mundo descentralizado, ainda é pequeno demais para ser considerado digno do recente aumento de preço. A menos que a equipe saia com um avanço nas velocidades de processamento logo após o lançamento, esperamos que o preço desta moeda tenha dificuldade em sustentar os ganhos que a levaram à sua principal escalada nos últimos tempos.

Outro motivo para permanecer cético em relação às promessas da equipe, tem tudo a ver com o tempo. O infeliz momento por trás da data escolhida de 2 de junho coloca a blockchain da EOS diretamente atrás de outro concorrente forte. Estamos falando, claro, da Tron (TRX). Conforme já anunciado aqui nesse portal, Justin Sun, deve lançar seu próprio blockchain dois dias antes da rede principal da EOS. Com uma campanha airdrop agressiva voltada para a comunidade da Ethereum, o projeto Tron, apesar das críticas constantes de Buterin, Sun goza de muita popularidade e apoio de pesos pesados, como Jack Ma, o homem mais rico da China e dono do Alibaba. Como já também noticiamos aqui nesse portal. Desde a constante realização de novas parcerias (expandindo sua base de usuários para mais de 100 milhões de pessoas) até a contratação de desenvolvedores extremamente talentosos, a Tron (TRX) está pronta para competir com qualquer concorrente que se utilize de um blockchain. E, embora a EOS também tenha algumas pessoas talentosas por trás de sua tecnologia, elas não parecem nem um pouco dispostas a enfrentar a fome de conquista da Tron.

Enquanto a EOS se esforça para acompanhar concorrentes mais fortes e mais rápidos, o preço de sua moeda provavelmente irá afundar com as expectativas de sua base de usuários logo depois que o hype de sua rede principal passar. E muito embora tenhamos dúvidas, a avaliação atual sobre a performance e fôlego sustentado de crescimento, provavelmente haverá dificuldades em sustentar os ganhos obtidos nas últimas semanas.

A EOS, que se intitula “ethereum killer”, como noticiamos em primeira mão aqui nesse portal. Hoje vale cerca de US$14 bilhões de valorização de mercado e não lançou nem a mainnet de sua rede ou seja: estamos falando de um vaporware?

Comparando com a Space X, a empresa de foguetes de Elon Musk, que desenvolveu foguetes reutilizáveis que possui contratos de quase US$ 100 bilhões com NASA, Agência Espacial Europeia e Pentágono. A título de comparação, conforme o NY Times noticiou, a Space X vale cerca de US$21 bilhões. Como um projeto sem nenhum produto real utilizável, possa valer US$ 14 bilhões, frente à uma empresa que coloca satélites em órbita e ainda os recebe de volta na Terra? Um paradoxo interessante, não é mesmo? Estamos falando de especulação puramente ou o EOS é um projeto vindo do futuro?

Façam suas apostas: tá na hora de vender ou holdar?

Siga-nos no Telegram   no WhatsApp   no Twitter

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]