Litecoin – a primeira altcoin

Embora algumas altcoins estejam ganhando prestígio e relevância global a cada dia,como é o caso da Vechain, como já anunciado aqui nesse portal. O Bitcoin continua sendo a cryptomoeda mais proeminente em um mercado, com crescente apreciação dos benefícios que a criptografia e o blockchain podem promover.

No entanto, isso não significa que não haja espaço para as altcoins crescerem e solidificarem seus lugares como empreendimentos e empresas de sucesso. Entre elas, o Litecoin parece ser a opção preferida por investidores experientes entre as cryptomoedas. Entre as altcoins que são todas as cryptomoedas distintas do Bitcoin, líder da indústria desde 2009, e o Litecoin é a melhor, mais segura e a que tem o potencial mais inexplorado.

A abreviatura do Litecoin é LTC, ou Ł, Litecoin pode ser definida como uma cryptomoeda peer-to-peer e um projeto de software de código aberto. Funciona sob a licença MIT/X11, e tendo seu criador, Charlie Lee.

Como é o caso do Bitcoin e da maioria das altcoins, o Litecoin é uma entidade descentralizada, o que significa que funciona sem uma autoridade central ou agência de governança. O sistema permite a criação e transferência de tokens, com base em um protocolo criptográfico de código aberto.

A versão mais recente do Litecoin é a versão 0.15.1, de março de 2018. C ++ é a linguagem de código e os sistemas operacionais compatíveis são Windows, OS X, Linux, Android. O Litecoin Core Development Team é o responsável pelo desenvolvimento.

No que diz respeito à informação contábil, o esquema de registro de data e hora é Proof-of-work e a função hash funciona em torno do scrypt. Há uma recompensa em bloco de 25 LTC, aproximadamente até 2019, reduzida para metade a cada quatro anos. O tempo médio do bloco é de 2,5 minutos.

Litecoin Informações técnicas

  • Valores
Cryptomoeda Preço últimas 24H
Litecoin (LTC)
2.23%

A história do Litecoin

Litecoin viu a luz do dia no GitHub em outubro de 2011 como um fork Bitcoin: A rede/plataforma tornou-se ativa uma semana depois.

O que é um fork? É o processo no qual uma Blockchain diverge ou se divide em dois ramos. Pode ser  um fork temporário ou permanente; hard ou soft. A causa principal é uma alteração no algoritmo de consenso ou outras modificações de software. As diferenças entre token e moeda já foram debatidas aqui nesse portal.

O Litecoin foi um fork do Bitcoin Core, com algumas pequenas diferenças. Ele teve um tempo de geração de bloco reduzido em dois minutos e meio. Havendo, por conseguinte mais moedas que o Bitcoin, uma GUI (Graphical User Interface) modificada e um algoritmo hash usando scrypt, em vez de SHA-256.

Desde a sua criação a Litecoin continuou crescendo e, em novembro de 2013, seu valor agregado aumentou consideravelmente, e experimentou um salto de 100% em 24 horas. A Litecoin fundamentou sua posição como uma das altcoins preferidas para investidores e traders em todo o mundo, alcançando uma capitalização de mercado de US$ 1 bilhão em novembro de 2013.

No entanto, 2017 foi um ano crucial para a Litecoin. Para começar, a Litecoin tornou-se a primeira das cryptomoedas a adotar o sistema SegWit (Segregated Witness), que separa assinaturas de transação para aumentar o limite do tamanho de bloco do blockchain, permitindo assim um barateamento significativo nas taxas do Bitcoins, como já anunciado aqui nesse portal. Além disso, em maio, ela serviu como plataforma host que permitiu a conclusão da transação inicial da Lightning Network, com 00000001 LTC indo de Zurique para São Francisco em menos de um segundo. A adoção da LN, cresce a cada dia, como também já anunciado aqui nesse portal.

 

Siga-nos no Telegram   no WhatsApp   no Twitter

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]