Cryptomercados: Na Noruega um projeto agropecuário movido à IOTA

Em busca por uma agricultura melhor, as tecnologias baseadas em blockchain e cryptomoedas estão tomando o campo. O blockchain é a tecnologia mais indicada para cadeias de suprimentos no qual o controle sobre a produção é condição sine qua non para sucesso de um empreendimento. Como já informamos aqui nesse portal, iniciativas bem sucedidas da aplicação do blockchain à essa indústria essencial para economia mundial. Hoje traremos um case de sucesso baseado em algo ainda mais avançado que o blockchain tradicional do Bitcoin, o Tangle da IOTA.

Maximizando a produção de leite

As vacas norueguesas estão entre as líderes mundiais quando se trata de criação de dados – todas as atividades relacionadas à produção é monitorada em tempo real: o fluxo de cada teta é detectado, o mastigar  e seus movimentos são registrados através de sensores em um colarinho. Desde seu engorda, ao tipo de ração que elas consomem e o tanto que elas produzem de leite, ao consumir determinada ração, à sua temperatura.

Esta vaca tem um colar que relata dados sobre a atividade ao longo do dia, e a produção de cada dólar é registrada à medida que vai para a máquina de ordenha. Os dados produzidos são uma nova fonte de renda e se tornou uma mercadoria para (da direita) Tilmann Hettasch da Tine consultoria, Nikolai Stefanovic, Managing Director da infuture, Michael Fridman que também trabalha na infuture e é gerente do projeto e Harald Volden, gestor do sistema na Tine Consulting e professor na NMBU.

” O agricultor pode receber o pagamento pelo compartilhamento de dados e os players do mercado podem ser pagos por serviços criados com os dados.” – diz Nikolai Stefanovic, parceiro de negócios da Tine no projeto.

Por exemplo, serviços podem ser criados para informar o agricultor sobre como vacas devem ser alimentadas,a fim de obter mais rentabilidade e qualidade ideal na produção de leite, com base nos dados das próprias vacas tanto dos agricultores e de outros agricultores que obtiveram bons resultados. Esses informes vão direto para os servidores da fazenda, onde rodam os algoritmos que controlam as vacas, então o agricultor não tem que gastar tempo com isso.

Dados Dados Dados

O plano é que os pagamentos em Miota devem fornecer os incentivos para o compartilhamento de dados, e que os dados mais detalhados tornarão possível descobrir qual é o melhor cenário para incrementar a produção de leite.

Milhões de medições são relatadas anualmente, e com esses dados pode-se fazer análises muito melhores e descobrir o que aumenta a produção e a qualidade.

A commoditização dos dados

A Tine é uma das cerca de 70 parceiras da indústria que até agora relataram seu interesse na tecnologia da Iota. Esta é uma tecnologia semelhante ao blockchain e ao Bitcoin, mas que se destaca em áreas-chave, tais como IoT e Big Data. Tecnologias e aplicações nas quais já discorremos aqui nesse portal.

O modelo de negócios ainda não está 100% definido, pois ainda não há uma adoção em massa de todos os produtores. Contudo, em outras palavras, pode-se dizer que um sistema semelhante ao Spotify, onde o agricultor é pago por quantas vezes os dados de suas próprias vacas “são reproduzidos” e conforme essa massa de dados for aumentando e gerando mais valor, o produtor que tiver gerado mais dados qualificados, receberá mais por isso. Estamos assim diante da commoditização dos dados e da tokenização de um ativo físico: o leite.

IOTA a moeda das máquinas

Na esteira do Bitcoin, milhares de moedas digitais apareceram, muitas das quais foram avaliadas em bilhões, embora a maioria delas não esteja atrelada à nada na economia real, e em muitos casos não está claro o que servem de fato. Algo que podemos ver claramente, como contrário no que diz respeito à IOTA. Seu token está atualmente em nono lugar nesta lista da CoinMarketCap, com um valor de mercado de US$2.700 bilhões de dólares.

“Trata-se de novos modelos de negócios, não necessariamente substituindo a moeda comum”, – diz Wilfried Pimenta, diretor de desenvolvimento de negócios da Iota, um francês que radicado na Noruega.

Ele afirma que a IOTA foi projetada para ser um meio de pagamento entre as máquinas, em um mudo hiperconectado, resultado da internet das coisas (IoT),e que portanto não será um projeto para micropagamentos corriqueiros. Mas servindo a um propósito. Incentivar e rentabilizar uma sociedade baseada em dados.

“Quando as máquinas puderem pagar umas às outras, isso desencadeará muita inovação e permitirá novos modelos de negócios inteligentes”, diz Pimenta.

Pagamento contínuo em um mundo hiperconectado

Pimenta conta que há parceiros desenvolvendo carregadores elétricos para atender a crescente frota de veículos elétricos, por exemplo, onde o carro pagará a estação de recarga sem ter que passar por nenhum banco, e o fluxo de caixa pode ser monitorado em tempo real à medida que a eletricidade flui no sentido oposto. Uma possibilidade similar está no fato de que vizinhos com sistemas solares podem vender eletricidade uns aos outros.

A ideia por trás do projeto da Tine é que essa tecnologia garantirá que os dados sobre a produção e o produto possam ser compartilhados com segurança, sem a possibilidade de adulteração, permitindo que as máquinas comprem e vendam dados, mesmo em volumes muito pequenos. Então o pagamento deve ser muito mais barato que as soluções atuais.

O projeto Iota ainda está em desenvolvimento e o projeto da Tine está sendo testado em fazendas selecionadas. Pimenta diz que depende muito dos parceiros, mas espera que os primeiros projetos comerciais surjam no início de 2019.

Por fim, a tecnologia do blockchain ou do Tangle permitirá que surjam marketplaces que permitirão que as empresas listem seus produtos e serviços com uma pequena taxa ou nenhuma. Um bom exemplo é o projeto Tanglefy, baseado no Tangle que é a evolução do Blockchain da rede IOTA. O Tanglefy permitirá que os comerciantes coloquem seus produtos e serviços no ar com auditoria total da cadeia de suprimento.

 

IOTA – Preço

Preço USD
$0.988302 (4.78%)

IOTA – Dados de mercado

Market Cap Suprimento
$2.75B 2.78B MIOTA

IOTA – Dados de transação

Volume (24h) %(1h) %(24h) %(7d)
$50.76M (-0.28) (4.78%) (-3.38)

IOTA – Mercados

Volume negociado de US$ 50,76 milhões nas últimas 24 horas.

Volume Rank
Exchange Name
Volume (24HR)
Trade Pair
#1 Bitfinex $12,891,600 MIOTA/USD
#2 Binance $9,277,120 IOTA/USDT
#3 Binance $8,269,800 IOTA/BTC
#4 OKEx $7,864,520 IOTA/USDT
#5 OKEx $6,762,940 IOTA/BTC
#6 OKEx $5,033,120 IOTA/USDT
#7 OKEx $4,287,990 IOTA/BTC
#8 Coinone $2,565,330 IOTA/KRW
#9 Bitfinex $1,410,480 MIOTA/BTC
#10 OKEx $1,200,690 IOTA/ETH

Siga-nos no Telegram   no WhatsApp   no Twitter

 

Empreendedor, Cientista de Dados e cryptopesquisador.

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]