Samsung deve lançar carteira nativa para cryptomoedas com o S10

Samsung está trabalhando no lançamento de serviços voltados para cryptomoedas baseados em sua tecnologia Nexledger. Recentemente a empresa fez uma solicitação para registar três marcas: Blockchain KeyStoreBlockchain Key Box e Blockchain Core.

Não é a primeira vez, como já reportamos aqui nesse portal as investidas da Samsung sobre o blockchain. Como pode-se ver aqui. A Samsung tem possui um setor específico para tratar e desenvolver essas tecnologias baseadas em blockchain, a Samsung SDL. A tecnologia de blockchain desenvolvida pela Samsung é conhecida como Nexledger e essas carteiras, certamente são baseadas nela.

Samsung SDS, subsidiária do Grupo Samsung responsável pela inovação em TI, criou uma plataforma de certificação baseada em blockchain que deve facilitar as transações bancárias para clientes de bancos sul-coreanos.

Como já reportamos aqui nesse portal, a Samsung está entrando de cabeça no mercado de blockchain, com a nova plataforma chamada BankSign que facilitará a interação entre os sistemas móveis dos diferentes bancos. Numa ação conjunta com a Korea Federation of Banks(KFB).

Os serviços devem ser lançados junto com o Galaxy S10.

Armazenamento seguro

A iniciativa da Samsung deverá ser dividida em duas partes: uma cold wallet e uma crypto wallet. Apesar dos pedidos de marca registrada, ainda não foram decididos os nomes desses serviços.

Para se entender, uma cold wallet é o tipo mais seguro de armazenamento de criptomedas, pois é mantida offline, dentro de um espaço seguro do dispositivo. Uma cold wallet está invulnerável a ataques hackers.

O serviço da Samsung permitirá que os usuários importem chaves de diversas criptomoedas armazenadas em serviços de terceiros (ex.: Metamask ou TrustWallet). Em primeiro momento, as cripmoedas suportadas devem incluir: Bitcoin, Ethereum, Ethereum-derived token ERC20 e Bitcoin Cash.

Vale a pena destacar que a Samsung não é a primeira a se lançar nesse mercado com esses features. A Samsung e HTC não são as primeiras a pensar em um telefone com blockchain – o smart blockchain de US$1.000 da Sirin Labs, anunciado em setembro passado, deveria ter sido lançado em outubro deste ano. A HTC por sua vez, lançou o Exodus, como reportamos aqui em primeira.

Os Smart Blockchain são apregoados para oferecer melhor segurança e experiência do usuário através da integração de armazenamento de cold hardwallet direto no telefone, e permitindo negociação direta e nativa de cryptomoedas com os pares na rede do telefone, sem taxas de mineração. Quem não quer negociar seus Bitcoins sem taxas?

Invista em Bitcoin na melhor corretora do Brasil: Bitcointrade

Siga-nos no Telegram   no Instagram  no Twitter

Empreendedor, Cientista de Dados e cryptopesquisador.

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]