Ethereum Constantinople: Tudo que você precisa saber

O fork do Ethereum Constantinople está chegando em breve, dia 16 de janeiro é a data do seu lançamento, e muitos de vocês perguntam o que isso significa e se você precisa fazer alguma coisa para se preparar.

Contudo, apesar da imensa ansiedade dos mercados, não o que temer se você é simplesmente um proprietário da ETH, não precisa fazer nada para se preparar para essa atualização.

Seus ETH existirão simultaneamente no novo blockchain da Ethereum e no antigo blockchain. Todas as exchanges (Coinbase, Kraken, ShapeShift), serviços (MyCrypto, MetaMask, Trust Wallet) e provedores de nós (Infura, Etherscan, Quiknode) atualizarão seus nós para que você simplesmente use os nós/software atualizados sem nem mesmo notar a diferença.

Se você executar um nó (por exemplo, no Infura ou estiver executando o Geth ou Parity em seu computador doméstico), será necessário atualizar para o software mais recente. Novamente, para usuários comuns, você não precisará fazer nada e essa será uma transição tranquila e fácil.

Se o hard fork fosse contencioso, seria uma história diferente.


O que é um fork afinal?

Simplesmente, é uma atualização para a rede. É muito semelhante ao modo como você atualiza seu computador ou seus aplicativos para ficarem mais seguros ou ter novos recursos.

Alguma vez você já tentou abrir um documento do Word ou outro arquivo e ele ficou todo instável porque foi criado em uma versão mais recente do dele? Talvez os comentários tenham sido perdidos ou exibidos em uma fonte estranha? Um fork é semelhante a isso. Se as pessoas estiverem executando o software antigo e o novo software e tentarem conversar entre si, as coisas podem dar pau ou ficarem instáveis.

Isso ocorre porque o blockchain é descentralizado e executado em milhares de computadores simultaneamente. Em vez de enviar por e-mail esse documento do Word de uma pessoa para outra, todos podem acessar o “documento do Word” mais atualizado (também conhecido como blockchain) simultaneamente.

Assim, para garantir que as coisas não fiquem malucas, todos os que estiverem executando o software blockchain (também conhecido como “nó”) devem atualizar. Dessa forma, todos têm os mesmos novos recursos e recursos de segurança e estão seguindo as mesmas regras.



O que é Constantinopla?

Constantinopla é simplesmente um nome dado a essa atualização para a rede Ethereum. As atualizações (abaixo) não são controversas e espera-se que todos estejam de acordo em adotarem essas mudanças no blockchain da Ethereum.

Como resultado, como as atualizações não contenciosas que vieram antes (Homestead em 2016 e Byzantium em 2017), este fork resultará em duas correntes com a corrente antiga morrendo quase imediatamente. Além disso, como as atualizações que vieram antes, um usuário mediano não notará nenhuma mudança ou que tenha havia um fork.

Este novo blockchain inclui um punhado de novas implementações da Ethereum Improvement Proposal (EIP), todas destinadas a melhorar o Ethereum.

Invista em Bitcoin na melhor corretora do Brasil: Bitcointrade

Siga-nos no Telegram   no Instagram  no Twitter

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]