Cryptopia volta a operar após hackeada

A Cryptopia da Nova Zelândia está de volta online. A plataforma perdeu quase 10% de seus ativos depois de ser hackeada no início de janeiro.

Um dos maiores desafios dos cryptomercados é a confiança. Pessoas e organizações estão preocupadas com o autenticação, autorização e/ou limitações de confidencialidade das transações de cryptomoedas. Tais limitações são atualmente a maior dificuldade para adoção das cryptos. Padronizando as técnicas e metodologias de segurança usadas por sistemas de cryptográficos em todo o mundo, os usuários finais poderão tomar decisões mais facilmente sobre quais produtos e serviços a serem usados ​​e com quais empresas eles desejam se alinhar. Por outro lado, os padronizar os itens de segurança nos cryptomercados é um desafio imenso e por isso há tantos gargalos de segurança em curso. Haja visto os recentes casos de hackeamento de exchanges, em particular na Ásia, por hackers norte-coreanos, como já divulgamos aqui nesse portal. 

A questão da segurança é questão urgente para todas exchanges e aplicativos ligados à transações financeiras.

Portanto, torna-se urgente a adoção dos protocolos baseados em CCSS(Cryptocurrency Security Standard). Este protocolo de segurança é atualmente o padrão para qualquer sistema de informação que manipule e gerencie cryptocarteiras. Leia mais sobre aqui.

Invista em Bitcoin na melhor corretora do Brasil: Bitcointrade

Siga-nos no Telegram   no Instagram  no Twitter

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]