Em live realizada pela QR Capital, Rodrigo Constantino revela se arrepender de não ter comprado Bitcoin anos atrás

Em videoconferência promovida na terça-feira (04) pela QR Asset Management, Rodrigo Constantino, presidente do Instituto Liberal e membro-fundador do Instituto Millenium, e Rafael Ferri, co-fundador do TradersClub e CEO da Startups BR, lamentaram não terem investido em Bitcoin quando foram apresentados à moeda pela primeira vez. 

Rodrigo Constantino conta que conheceu o Bitcoin no movimento libertário e na época muitos aderiram à moeda por seu valor ideológico de descentralização e autonomia.  

– Eu era meio cético na época, se eu tivesse acreditado estava feito porque era realmente um valor residual comparado com o que está valendo hoje em dia – disse o economista, para em seguida complementar.  

– É o sonho! Uma privatização de moeda com oferta limitada. Se todo mundo acreditar na moeda, a moeda passa a existir, até porque, qual o lastro do dólar hoje em dia? Não tem muito. É uma questão de crença e todo mundo já acredita, hoje em dia, no Bitcoin – explicou, fazendo referência ao teórico austríaco Friedrich Hayek, cuja defesa da moeda privada é usada por muitos para apoiar o Bitcoin e as criptomoedas. 

Rafael Ferri também expressou seu arrependimento de não ter entrado no Bitcoin antes.  

– As pessoas não investem em Bitcoin porque têm uma resistência de conhecimento. Sou completamente leigo. Conheci o Bitcoin quando estava a U$ 112, um amigo disse ‘compra, ou vai se arrepender’. Ele tinha razão, me arrependi – lamentou o Ferri. 

Para ambos a queda da Selic abre a possibilidade do Bitcoin se tornar um investimento atrativo para todos que estão buscando rentabilidade. 

 

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]