Barclays Lança Unidade de Capital de Risco Para Investir em Contratos Inteligentes e Tecnologia Blockchain

Um dos maiores bancos do mundo lançou uma unidade de Venture Capital com foco em investimentos em tecnologia blockchain, contratos inteligentes e inteligência artificial.

Ben Davey, ex-chefe de estratégia, é o líder da Barclays UK Ventures (BUKV), que disse que eles deveriam se concentrar em “novas linhas de negócios verdadeiramente transformacionais” com o objetivo de “contribuição material” para as linhas de fundo do banco.

Ele disse que a nova unidade de risco tem um “mandato relativamente irrestrito”, de acordo com o Financial Times, mas não revela os valores envolvidos.

Davey, no entanto, diz que eles estão “muito confortáveis” com o capital alocado para investir em startups focadas neste espaço.

“Somos uma empresa em crescimento”, disse Ashok Vaswani, executivo-chefe do Barclays no Reino Unido, antes de acrescentar que a nova unidade oferece “novas linhas de crescimento de receita, além do crescimento orgânico do nosso core business”.

Além de investir em start-ups, a nova unidade também entrará em parcerias comerciais e buscará lançar suas próprias potenciais start-ups .

“Seremos muito abertos a modelos operacionais com as melhores ideias”, disse Davey.

Isso faz com que o banco britânico seja um dos primeiros do mundo a anunciar um braço de capital de risco especificamente focado em tecnologia blockchain e contratos inteligentes.

Eles anunciaram recentemente uma parceria com a Coinbase, que será a primeira e única exchange a fornecer depósitos fiduciários instantâneos e saques em libras esterlinas.

No entanto, o relacionamento entre bancos e cryptoempresas aparentemente não mudou completamente com o anúncio desses negócios:

“O acordo entre o Barclays e a Coinbase não mudou nada devido ao quão difícil foi construir os acordos com os reguladores do Reino Unido. O Barclays UK ainda tem que cumprir várias regulações em negócios associados à cryptomoeda. ” – Davey.

Os bancos consideram ainda que as cryptoempresas são altamente arriscadas e algumas delas estão disruptivamente muito fora dos padrões. Será que é por isso que elas são disruptivas?

Siga-nos no Telegram   no WhatsApp   no Twitter

%d blogueiros gostam disto:

Nossa Newsletter

Inscreva-se para a nossa newsletter!

[mc4wp_form id="1627"]